A ACESSIBILIDADE NA EDUCAÇÃO E A DISCRIMINAÇÃO DOS PCD’S NO MERCADO DE TRABALHO Janaina Sá Brito

Nos anos 70 e 80 os portadores ou PCD’S ( Pessoas com deficiência) não tinham direito á educação e nem ao mercado de trabalho. As escolas e universidades não queriam de jeito nenhum aceitar os PCD’S, inclusive esta que vos fala, alegando que não tinham condições para ensiná-los de acordo com as regras de acessibilidade e a arquitetura dos estabelecimentos de ensino não possuía rampas para cadeirantes. Então, os deficientes tinham que ficar enclausurados em casa assistindo TV e ouvindo Rádio, aprendendo a ler através de professores particulares ou frequentando escolas especiais próprias para eles, além de sessões de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional, para desenvolver a coordenação motora, a fala e os movimentos.
Muitos desses PCD’S, acabavam fazendo supletivo de primeiro e segundo graus(Ensino fundamental e médio da época), para recuperar o tempo perdido, mas ainda não estavam na Universidade nem trabalhando. Nos anos 90 , a coisa mudou de figura, os PCD’S passaram a ter acessibilidade nas Escolas e Universidades e através de uma lei criada em 1991 pelo Ministério Público de São Paulo, passaram a ter direito á 5% das vagas destinadas a eles. Nos anos 2000 essa demanda foi crescendo e muitos deficientes passaram a estudar regularmente e no ensino fundamental e médio e formaram-se na faculdade , mas ainda sofrem muita discriminação no mercado de trabalho, pois muitas empresas fingem que obedecem a lei de cotas e oferecem para PCD’S com nível superior completo e pós-graduação completa, vagas subalternas pagando um salário mínimo descontado e não colocam rampas para cadeirantes e nem adaptam os computadores aos deficientes visuais com software de voz e raramente colocam linguagem em LIBRAS para surdos em seu ambiente. O pior de tudo, é a questão das vagas para PCD’S em concursos públicos, os mesmo 5% de vagas de empresas privadas são destinados a eles, mas quando eles são aprovados e chamados para a nomeação, são impedidos de assumir seus cargos alegando serem inaptos para as respectivas vagas.
Isso tudo faz com que os PCD’S isolem-se em seus nixos e acabem virando palestrantes motivacionais em congressos e eventos, sem receber remuneração nenhuma e participem de ações de militância no dia Nacional da pessoa com deficiência, lutando por todos esses direitos. Não é certo esse tipo de discriminação, é uma atitude mesquinha e desconfiada, além de preconceituosa, até o transporte público, que deveria ser melhor adaptado aos PCD’S funciona mal no Brasil. Até quando os PCD’S continuarão sendo tratados como insignificantes? Quando eles deixarão de ser minoria e virarão maioria de fato? Será que algum dia eles poderão ser tratados dignamente como cidadãos, assim como os negros e GLBT’S? Só nos resta no momento ter esperança, muita coisa já melhorou para os PCD’S nos últimos vinte anos, mas pode melhorar muito mais! Só depende dos Governantes, Empresários e Gestores públicos. Afinal, somos todos cidadãos!
Sugestões de pauta e críticas, mande seu E-mail para: Janaina.sabrito@gmail.com que lhe atenderemos com o maior prazer! Suas ideias serão sempre bem-vindas em nossa coluna!

Autor: ANTENADA

Janaina Sá Brito nasceu no dia 03 de Abril de 1974 em Paris e aos seis meses, mudou-se com a família para Porto Alegre. É Radialista, graduada em Letras-Português e pós-graduada em gestão de conteúdo da comunicação social-jornalismo. O objetivo de seu blog é informar sobre todos os assuntos do momento, de forma dinâmica, sempre fornecendo pautas e notícias atualizadas , para quem vive na correria, mas quer sempre se informar sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s