SER HUMANO: UMA CAIXINHA DE SURPRESAS Janaina Sá brito

Desde que nascemos, somos preparados para viver em sociedade , desde a família, passando pela Escola e Faculdade, até chegar no mercado de trabalho. Nesse meio tempo, também conhecemos a pessoa que vai fazer parte de nossa vida, construindo nossa família e continuando o ciclo da procriação e da formação do ser humano. A pergunta que não quer calar: Será que estamos preparados para conviver com os seres humanos e suas ídiosincracías? Afinal, todo mundo tem mudanças de humor, comportamento e problemas pessoais e profissionais e acaba descontando no outro seus conflitos internos sem ao menos dividi-los com os outros, em busca de uma solução .
Porque não existe manual de instruções para decifrar o ser humano? Eu, pelo menos, gosto de dividir os problemas e angústias com aqueles que convivem comigo e sei que são extremamente confiáveis e podem me ajudar a encontrar a solução precisa, mas noto que entre meus amigos, existem pessoas extremamente fechadas, que fingem que está tudo bem e mesmo sabendo que posso ajudar discretamente, não dividem comigo seus problemas e ficam cada vez mais medrosas e fora da casinha, ou seja, começam a surtar e isolam-se do nada, me deixando á ver navios. Existem terapias para que as pessoas encontrem suas ferramentas básicas para resolver os problemas , mas nem todos correm atrás disso, pois ou não sabem que precisam ou acham que não precisam com medo de encarar o problema de frente. Nesse ponto, temos que entender e respeitar a posição dos outros, pois eles estão ainda sem sentir necessidade de resolver seus problemas profundamente, mas quando isso acontece, as pessoas tornam-se cada vez mais centradas e concientes de seus atos perante á sociedade em que convivem, isso é muito gratificante.
Nunca fui cabeçona e nunca entendi direito a filosofia, sempre achei esta ciência muito complexa e de difícil entendimento, mas fico pensando, será que ficar viajando na filosofia ajuda as pessoas a se entenderem melhor? Acho que não, para mim, a experiência que a vida dá é a melhor forma de entender as atitudes e defeitos do ser humano. Acho que todos nós estamos aqui para aprender e não existe teoria mais prática e de fácil entendimento que a vida, só ela com as provas que nos manda nos ensina a sermos pessoas melhores e de bem com ela e conosco. Tem teoria melhor que essa?
Então proponho a todos que façam terapia se necessário for, mas também dividam com seus parentes, amigos e familiares seus problemas, angústias e conflitos, para que todos juntos possam ajudar a encontrar uma boa solução e usem principalmente a sua inteligência emocional para tudo, pois é ela quem mede as reações e sensações do nosso cérebro, como falei na coluna anterior. Afinal, um ser humano que sabe se entender por inteiro é um ser humano conciente e centrado e isso é o que realmente importa.

Autor: ANTENADA

Janaina Sá Brito nasceu no dia 03 de Abril de 1974 em Paris e aos seis meses, mudou-se com a família para Porto Alegre. É Radialista, graduada em Letras-Português e pós-graduada em gestão de conteúdo da comunicação social-jornalismo. O objetivo de seu blog é informar sobre todos os assuntos do momento, de forma dinâmica, sempre fornecendo pautas e notícias atualizadas , para quem vive na correria, mas quer sempre se informar sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s