A NOVA PAQUERA DO SÉCULO 21

A NOVA PAQUERA DO SÉCULO 21
Janaina Sá Brito
Antigamente, nos anos 60, 70, 80 e início dos 90, a paquera era real, as pessoas se conheciam na Escola, na Universidade, na balada, na Rua em que moravam e no trabalho e flertavam trocando olhares, até conversar, bater um papo em algum lugar para se conhecer melhor , sair bastante para pegar um cinema, dançar, passear no parque, assistir um show e depois de um tempo, se declarar e engatar um namoro. No início dos anos 90, inventou-se uma nova forma de paquera, o ficar, abraçar e beijar sem compromisso antes de engatar um namoro sério. No fim dos anos 90, com o advento da internet, as paqueras tornaram-se virtuais, surgiram os chats de bate-papo e os sites de paquera.
Nos anos 2000, a coisa mudou mais ainda de figura, as paqueras virtuais foram crescendo cada vez mais e o ficar passou dos beijos e abraços e evoluiu para o sexo casual, antes do engate do namoro. O que veio notando-se, é que a falta de compromisso ficou cada vez maior, as ficadas passaram a durar meses e o namoro sério passou a ficar escasso, pois as pessoas passaram a priorizar a sua vida profissional e deixaram sua vida pessoal de lado, não pensando nem em casamento. Até o casamento foi substituído pelo morar junto e a maternidade passou dos trinta para os quarenta anos, pois é o período em que todas as mulheres já estudaram e se profissionalizaram, construindo sua vida financeira e nessa idade já sentem-se preparadas para serem mães e experimentarem essa linda sensação. A partir dos anos 2010, as paqueras virtuais passaram a ser móveis, com o surgimento dos smartphones, criando-se assim os aplicativos de paquera Tinder e Happy, fazendo com que os paqueradores utilizassem cada vez mais essa nova moda.
Já vi muita gente que se conheceu pela internet namorar, casar e ser muito feliz, mas confesso que depois da invenção do Tinder e do Happy, só vi um relacionamento dar certo, pois as pessoas hoje em dia não tem muita paciência de conviver e aceitar as manias e defeitos do outro, não existe mais aquela máxima de que vamos encontrar o amor da nossa vida e sermos felizes para sempre. As pessoas tornaram-se cada vez mais workaholics devido ao acúmulo de funções em seu trabalho, que são frutos de uma gama de especializações que surgiram no meio acadêmico e que abriram muitas portas profissionais, por essa razão, o compromisso de uma vida afetiva não é prioridade, nem os amigos e parentes as pessoas conseguem ver mais, o que dirá namorar e casar, mas isso tudo é fruto da crescente globalização, que interfere inclusive no contato com as pessoas, pois hoje em dia é mais fácil tu falares com teus amigos por whatsapp do que ligar e visitar. Será que no futuro não existirão mais paqueras, namoros, uniões e construções de famílias? Se bem que até as famílias mudaram nos dias de hoje, mas confesso que sou das antigas e ainda prefiro a paquera tradicional, quando as pessoas se conheciam, conversavam e logo engatavam um namoro sério, nunca curti esse lance de ficar, acho que falta amor, afeto e é mais uma atração física e sexual do que outra coisa.
O importante mesmo é as pessoas se conhecerem e experimentarem os novos tipos de paquera, afinal, o mundo mudou e temos que acompanhar suas novas tendências, mesmo que algumas delas não nos agradem, se é assim que tem que ser, assim será! A única coisa que quero de fato é que o amor verdadeiro não morra nunca! Viva o amor, o carinho, o romantismo, a paixão, a ternura e o bem querer! Vamos nos amar galera!

Autor: ANTENADA

Janaina Sá Brito nasceu no dia 03 de Abril de 1974 em Paris e aos seis meses, mudou-se com a família para Porto Alegre. É Radialista, graduada em Letras-Português e pós-graduada em gestão de conteúdo da comunicação social-jornalismo. O objetivo de seu blog é informar sobre todos os assuntos do momento, de forma dinâmica, sempre fornecendo pautas e notícias atualizadas , para quem vive na correria, mas quer sempre se informar sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s