JORNALISMO: LUTO NO JORNALISMO

JORNALISMO:
LUTO NO JORNALISMO
Janaina Sá Brito
Ontem, fiquei chocada ao saber por minha mãe no início da tarde que o Jornalista Ricardo Boechat havia falecido em um acidente de helicóptero. Na mesma hora, mandei mensagem por whatsapp para amigos que eram fãs dele assim como eu e que desfrutavam de sua companhia matinal diáriamente na Rádio Band News FM, indo para o trabalho, deixando os filhos na Escola ou em casa descansando. Ele era um Jornalista transparente, dizia o que pensava sem ferir a ética profissional. Ele tinha toda a liberdade para isso, falava dos políticos, das emissoras concorrentes e fazia uma coisa inusitada no Rádio, divulgava seu telefone celular pessoal para que os ouvintes o contatassem para fazer algum tipo de reclamação. Ele ia até onde o ouvinte estava para atendê-lo, pelo que seus colegas contam, era uma pessoa extremamente generosa e querida.
Após informar meus amigos sobre o lamentável fato, fiz uma Rádio-Escuta em todos os veículos do grupo Bandeirantes e do grupo Globo e entendi o quanto ele era importante para a imprensa Brasileira e o quanto era querido por seus ouvintes. Confesso, só conheci o Boechat em 2006 quando ele entrou para a Rádio Band News fazendo o horário matinal no lugar de Carlos Nascimento quando este saiu da Band e foi para o SBT. Eu adorava a parceria de Boechat e Luiz Megale, que em 2011 foi para Nova York trabalhar como correspondente Internacional do grupo Bandeirantes, dando lugar aos Jornalistas Ricardo Barão e Tatiana Vasconcelos. Para mim, o momento mais divertido do programa era a coluna “ Buemba Buemba”, do colunista da Folha De São Paulo José Simão. Boechat e Simão fazia uma dupla sensacional que me contagiava com suas piadas e mais ainda, com a sessão os predestinados. Era uma gargalhada só.
O falecimento de Ricardo Boechat teve o mesmo impacto que as mortes de Tancredo Neves, Ayrton Senna e Mamonas Assassinas. O Brasil chora com muito pesar a sua morte. Vai ser difícil tocar o barquinho como ele mesmo falava, mas a vida segue. Ele sofreu um grande resgate espiritual, mas estava escrito em sua passagem aqui pelo plano terrestre que sua missão encerraria-se aos 66 anos de idade. Vamos lembrar dele com carinho e guardar tudo de bom que ele nos ensinou e tocar o nosso barquinho com garra, determinação e sabedoria. Vá em paz Boechat! Muito obrigada por tudo! Nós teus ouvintes nunca te esqueceremos!

Autor: ANTENADA

Janaina Sá Brito nasceu no dia 03 de Abril de 1974 em Paris e aos seis meses, mudou-se com a família para Porto Alegre. É Radialista, graduada em Letras-Português e pós-graduada em gestão de conteúdo da comunicação social-jornalismo. O objetivo de seu blog é informar sobre todos os assuntos do momento, de forma dinâmica, sempre fornecendo pautas e notícias atualizadas , para quem vive na correria, mas quer sempre se informar sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s