MEMÓRIA:

MEMÓRIA:

OS CINQUENTA ANOS DA DÉCADA DE SETENTA

Janaina Sá Brito

                 Hoje, quero falar aqui de uma importante efeméride que deixei passar batido no ano de 2021, mas que tem muita importância para mim e para todo(as) que como eu, nasceram na década de setenta. Em 2021, essa década tão especial, completou cinquenta anos, jamais imaginaríamos, em nossa primeira infância, que chegaríamos aos cinquenta anos, no meu caso, como sou de 1974, chegarei lá daqui há dois anos, mas mesmo assim, jamais imaginaríamos que chegaríamos aos quarenta, pelo fato de que nos criamos convivendo com quarentões e cinquentões velhos e sessentões idosos. É muito louco isso, mas quando cheguei aos quarenta, percebi que era uma pessoa jovial, assim como muitos parentes e amigos da minha faixa etária, isso é muito bom, até porque, tivemos referências maravilhosas na música, na TV e na cultura pop da década.

                 Era bacana a gente brincar com os amiguinhos assistindo o globinho, o fantástico, repetindo as coreografias das bailarinas da abertura, o sítio do pica-pau amarelo, as novelas ‘Dancin days’ (1978), ‘A escrava Isaura’ (1976/77), ‘Locomotivas’ (1977), ‘Gabriela’ (1975), entre outras, além dos programas humorísticos ‘Planeta dos homens’ (1976-1981), ‘Os trapalhões’ (1977-1995),  ‘A praça da alegria’ (1978) e ‘Chico Citi (1973-1980). Também era maravilhoso a gente ouvir os discos das melindrosas , do sítio do pica-pau amarelo e do grupo Veludo Azul.

                 Em 2006, a jornalista Ana Maria Baiana lançou o almanaque anos 70, que resgata tudo isso, fazendo com que todos que na época, já estavam na casa dos trinta, recordarem essa época com muito carinho e entenderem melhor o contexto da época, pois todos nós éramos muito pequenos e algumas coisas, não entendíamos direito.

                 Também era bacana ligar o Rádio e ouvir o som das frenéticas, do Caetano Veloso, da Gal Costa, do Chico Buarque, da Maria Bethânia, do Jorge Ben, que depois virou Benjor, do Gilberto Gil, além das bandas Rolling Stones, Led Zeppelin, Aerosmith e tantas outras. O tempo passou, crescemos, nos formamos na faculdade, cada um fez sua vida pessoal e profissional a sua maneira, mas nunca esqueceu essa década tão bacana, que mesmo dentro de um contexto político violento, nos trouxe muita diversão e alegria. A disco music também fez muito sucesso na época, enfim, tudo isso, inclusive os brinquedos da estrela, os gibis da turma da Mônica, do Bolinha, da Luluzinha e dos personagens de Walt Disney, fizeram demais a nossa cabeça.

                 Bem, podemos dizer também, que a década de setenta foi um pulo para chegar a outra década muito divertida, que foi a década de oitenta. A década de noventa, fez com que a década de setenta voltasse com força e mostrasse aos jovens de vinte anos, como ela foi boa e importante. Então, posso dizer que não sei o que vai ocorrer daqui para a frente, mas sei que a década de setenta, jamais será esquecida por quem nasceu nela e a viveu. Salve os anos setenta!

Sugestões de pauta, comentários, elogios e críticas? Mande e-mails para: janaina.sabrito@gmail.com

Autor: ANTENADA

Janaina Sá Brito nasceu no dia 03 de Abril de 1974 em Paris e aos seis meses, mudou-se com a família para Porto Alegre. É Radialista, graduada em Letras-Português e pós-graduada em gestão de conteúdo da comunicação social-jornalismo. O objetivo de seu blog é informar sobre todos os assuntos do momento, de forma dinâmica, sempre fornecendo pautas e notícias atualizadas , para quem vive na correria, mas quer sempre se informar sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: