CULTURA:

SHOWS:

ROCK IN RIO 2022: UM PANORAMA DA NONA EDIÇÃO DO FESTIVAL

Janaina Sá Brito

                 Após dois anos de pandemia, o Rock In Rio voltou com tudo, criando uma edição totalmente diferente, voltada para a diversidade dos artistas. Além dos tradicionais palcos Sunset e Mundo, o festival estreou o espaço Favela, onde houve um grande espaço para o pagode, com shows de Ferrugem e Thiaguinho. O festival, teve uma grande mistura de gêneros  musicais, como o Rap, o Funk, o Rock, o Pop e a MPB.

                 Em minha opinião, os shows mais bacanas foram os do Iron Maiden, que fez uma performance teatral com o boneco Eddie, vestido de samurai, inspirado pelo novo disco da banda, chamado Senjutso, que foi totalmente inspirado na cultura Japonesa, além do grande pique de Bruce Dickinson, que aos 64 anos, esbanja uma energia de garoto. O The Offspring, fez um show maravilhoso, o vocalista Dexter Holland, fez a galera dançar aos hits dos anos noventa, que fizeram esta que vos escreve, lembrar seus tempos de juventude. Outra banda que me contagiou, foi o Maneskin, uma banda Italiana de Rock que estreou este ano no main stream, com uma pegada anos noventa e muitas performances no palco. Agora, vou falar dos shows mais lindos e bacanas da quinta e da sexta noite do festival, Green Day e Coldplay. O vocalista do Green Day, Billy Joe Armstrong, provou que é um grande frontman e fez a galera dançar muito, cantando hit atrás de hit, emocionando todos os quarentões como eu, que amam a banda, desde o lançamento do segundo álbum, Dookie (1994). Billy Joe, também esbanjou carisma e simpatia entre o público. Agora, o Coldplay, entregou ao público uma experiência cósmica e imersiva, trazendo cenários com elementos de ficção científica e passando uma sensação de paz. O vocalista Chris Martin, espalhou amor, empatia e sensibilidade para todos que estavam na platéia, foi lindo! Quanto aos shows de MPB, Gilberto Gil e família, Djavan e Maria Rita, arrasaram com seus clássicos e sambas.

                 Agora, vamos para o momento vergonha alheia  do festival. Dinho Ouro Preto (Capital Inicial), Billy Idol e Djavan, deram o maior vexame, esquecendo a letra de seus maiores hits, esse foi um dos trending topics do twitter naquele momento. Com tudo isso, o Rock In Rio mostrou ao que veio e promete grandes novidades para 2024, aguardem! Viva o Rock! Para fechar, quero aqui tecer elogios para o show 1985, que reuniu astros e estrelas de todas as gerações, que participaram de todas as edições do festival, desde seu início, em 1985. Foi simplesmente, um show memorável, destacando as performances de Alceu Valença, Elba Ramalho e Pepeu Gomes. Enfim, valeu muito a pena. Até 2024!

Sugestões de pauta, comentários, elogios e críticas? Mande e-mails para: janaina.sabrito@gmail.com

Autor: ANTENADA

Janaina Sá Brito nasceu no dia 03 de Abril de 1974 em Paris e aos seis meses, mudou-se com a família para Porto Alegre. É Radialista, graduada em Letras-Português e pós-graduada em gestão de conteúdo da comunicação social-jornalismo. O objetivo de seu blog é informar sobre todos os assuntos do momento, de forma dinâmica, sempre fornecendo pautas e notícias atualizadas , para quem vive na correria, mas quer sempre se informar sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: