PAPA SINCERO

JORNAL O SUL
A fonte notícias, esporte e entretenimento dos gaúchos.

ck oaparams=2__bannerid=1091__…
O papa comparou o aborto ao uso de um “matador de aluguel”

“Interromper uma gravidez é como eliminar alguém”, disse o pontífice. (Foto: Reprodução)
10 de outubro de 2018 Capa – Destaques, Mundo, Notícias
O papa Francisco comparou nesta quarta-feira (10) a interrupção voluntária da gravidez a recorrer a um “matador de aluguel”, na homilia pronunciada durante a sua tradicional audiência na Praça de São Pedro do Vaticano.
“Interromper uma gravidez é como eliminar alguém. É justo eliminar uma vida humana para resolver um problema?”, questionou o pontífice aos fiéis reunidos no Vaticano. “É justo contratar um matador de aluguel para resolver um problema?”, prosseguiu, saindo do texto que havia preparado. “Eliminar um ser humano é como contratar um matador de aluguel para resolver um problema”, insistiu.
O papa criticou em sua homilia “a perda de valor da vida humana” em consequência das guerras, da exploração do homem e da cultura da exclusão. E ele adicionou a essa lista o fim da vida no ventre materno “em nome da salvaguarda de outros direitos”. “Mas como um ato que suprime a vida inocente pode ser terapêutico, civil ou simplesmente humano?”, perguntou o pontífice argentino.
Diabo
O diabo está vivo e fazendo hora extra para prejudicar a Igreja Católica Romana, disse o papa Francisco. O pontífice está tão convencido de que Satã tem culpa pela crise de abusos sexuais e pelas profundas divisões que assolam a Igreja que pediu a católicos de todo o mundo que recitem uma prece especial todos os dias de outubro para tentar afastá-lo.
“A Igreja precisa ser salva dos ataques do maligno, do grande acusador, e ao mesmo tempo ser cada vez mais conscientizada de sua culpa, seus erros e abusos cometidos no presente e no passado”, disse Francisco em mensagem no dia 29 de setembro.
Desde que foi eleito, em 2013, Francisco deixou claro que acredita que o diabo é real. Em documento divulgado em abril sobre a santidade no mundo moderno, o papa mencionou o diabo mais de dez vezes.
“Não deveríamos pensar no diabo como um mito, uma representação, um símbolo, uma figura de linguagem ou uma ideia. Este erro nos levaria a baixar nossa guarda, a nos tornarmos descuidados e acabar mais vulneráveis”, escreveu no documento.
A Igreja Católica tem sido abalada por uma sucessão de escândalos de abuso sexual, da Alemanha aos Estados Unidos e ao Chile. Ao mesmo tempo, uma polarização crescente entre conservadores e liberais da Igreja chegou até as redes sociais.
Denúncia
Um importante cardeal do Vaticano emitiu uma contundente crítica ao embaixador que acusou o papa Francisco de encobrir a má conduta sexual de um proeminente cardeal norte-americano e pedir a renúncia do líder católico. Em carta aberta, o prefeito da Congregação dos Bispos, cardeal Marc Ouellet, afirmou que a denúncia do ex-núncio apostólico dos EUA, Carlo Maria Viganò, de que o papa teria encoberto o ex-cardeal norte-americano Theodore McCarrick é uma “armação política” sem real fundamento.
Ouellet confirmou que McCarrick, agora com 88 anos, recebeu no passado recomendações disciplinares por causa das suspeitas de má conduta, mas disse que a “exortação” para viver uma vida discreta, de oração e penitência, foi interrompida porque à época não houve confirmação sobre os rumores.
A carta de Ouellet foi divulgada no domingo, um dia depois de Francisco autorizar um “estudo minucioso” de todos os arquivos do Vaticano sobre como McCarrick avançou na hierarquia da Igreja Católica, apesar das alegações de que ele abusava sexualmente de seminaristas e jovens sacerdotes.

FONTE: JORNAL O SUL
WWW.osul.com.br

COMPORTAMENTO: CRESCE O NÚMERO DE SUICÍDIOS ENTRE OS JOVENS NO RS

O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
Paralelamente, o comportamento suicida entre adultos continua preocupando a comunidade médica. (Foto: Reprodução)
9 de outubro de 2018 Bem-Estar, Capa – Caderno 1, Geral, RS, Saúde
O comportamento suicida, tema tão discutido atualmente, é uma das principais causas de mortes de adolescentes no Brasil. O luto para quem fica, segundo especialistas, também é uma questão que precisa ser abordada de forma mais aprofundada, auxiliando familiares e amigos a conviverem com a ausência de quem decidiu partir.
Em um evento realizado pela Amrigs (Associação Médica do Rio Grande do Sul) na última semana, esses tópicos ganharam repercussão, chamando a atenção, principalmente, o fato de que, em 2017, o Rio Grande do Sul ficou em segundo lugar no ranking de tentativas de tirar a própria vida praticadas por adolescentes. A informação foi repassada pela psiquiatra infantil Berenice Rheinheimer.
“A estimativa da OMS (Organização Mundial da Saúde) é de que aconteçam cerca de 800 mil suicídios por ano. Destes, aproximadamente 67 mil são de menores de 19 anos”, relatou Berenice. De acordo com a psiquiatra, o perfil de quem comete suicídio não é o mesmo de quem faz tentativas.
Dessa forma, a médica reforçou a necessidade de ações específicas para cada grupo, exemplificando com a iniciativa da Coreia do Sul, “Ponte da Vida”, a qual reduziu em 85% o número de mortes por esse motivo no país asiático. A ação teve início em 2012 e consiste em um sensor que ativa luzes quando alguém se aproxima da “borda de segurança”. Em frente, estão frases como “Vá ver as pessoas de quem você sente saudade” e “Os melhores momentos da sua vida ainda estão por vir”.
Paralelamente, o comportamento suicida entre adultos continua preocupando a comunidade médica. De acordo com o psiquiatra Rafael Moreno de Araújo, homens com idade entre 40 e 49 anos atentam mais contra a própria vida do que as mulheres. Em pesquisa realizada pelo profissional, com cerca de 50 mil pessoas através da internet em todo o Brasil, 60% delas já tiveram pelo menos um pensamento suicida passageiro.
“Aproximadamente 50% das pessoas conseguem cometer suicídio na primeira tentativa. Destas, a metade teve diagnóstico de algum transtorno mental ou já passou por algum clínico mental. Entre as características da tentativa, 60% agem impulsivamente, 14% passam cerca de seis meses planejando o ato e 22% já tentaram ambos”, explicou Araújo.
Uma perspectiva que também merece atenção quando o assunto é comportamento suicida é o luto. O médico de família e comunidade e monge zen budista André Yakusan Silva afirmou que, para cada suicídio, são afetadas direta ou indiretamente mais de cem pessoas.
“Entre as diferenças do luto e da depressão, estão a culpabilidade pela situação, que no primeiro caso é dirigida aos outros e ao destino e na segunda situação à própria pessoa, os sintomas psicóticos, que não ocorrem no luto, embora seja possível imaginar ou ver e ouvir a pessoa falecida, e a evolução dos sintomas, que são persistentes na depressão e flutuantes no luto”, disse Silva.
Distúrbios relacionados ao sono, apetite e isolamento social são comportamentos característicos de quem está passando pelo processo de luto. De acordo com o médico e monge, é necessário ajudar a pessoa a se dar conta da perda e a viver com a ausência do falecido. Com relação ao luto por suicídio, aconselha-se escutar sem julgamentos, críticas ou preconceitos, ser paciente e não evitar o nome de quem faleceu.
Compartilhe:Share via FacebookShare via TwitterShare via WhatsAppShare via Email
Deixe seu comentário:
0 comentários
Classificar por
Mais antigos
janaina
Adicione um comentário…

Plugin de comentários do Facebook

Navegação de Post
O ditador Kim Jong-un vai convidar o papa para visitar a Coreia do Norte
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
BUSCA

ck oaparams=2__bannerid=1065__…
O Brasil tem quase 8 milhões de pobres, segundo as Nações Unidas
O Brasil tem quase 8 milhões de pobres, segundo as Nações Unidas
8 de outubro de 2018
O Brasil tem 7,913 milhões de pessoas que vivem em situação de pobreza, segundo dados do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). A população brasileira nessa situ…
A maioria dos ex-ministros do governo de Michel Temer concorrendo nas eleições saiu derrotada nas urnas
8 de outubro de 2018
O percentual de mulheres eleitas para a Câmara dos Deputados cresceu de 10% para 15%: o Brasil elegeu 75 deputadas federais
8 de outubro de 2018
Cento e oitenta quilos de maconha foram encontrados em um carro roubado que tentou fugir de uma barreira policial e colidiu contra um caminhão em uma rodovia federal gaúcha
Cento e oitenta quilos de maconha foram encontrados em um carro roubado que tentou fugir de uma barreira policial e colidiu contra um caminhão em uma rodovia federal gaúcha
9 de outubro de 2018
A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto
A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto
9 de outubro de 2018
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
9 de outubro de 2018
O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
9 de outubro de 2018
O ditador Kim Jong-un vai convidar o papa para visitar a Coreia do Norte
O ditador Kim Jong-un vai convidar o papa para visitar a Coreia do Norte
9 de outubro de 2018
A Mega-Sena pode pagar 23 milhões de reais nesta quarta-feira
A Mega-Sena pode pagar 23 milhões de reais nesta quarta-feira
9 de outubro de 2018
Livro de artista plástica porto-alegrense provoca um olhar sobre as relações de vizinhança através das janelas da cidade
Livro de artista plástica porto-alegrense provoca um olhar sobre as relações de vizinhança através das janelas da cidade
9 de outubro de 2018
FIC 2018 receberá competição de empresas e startups para criarem soluções voltadas aos cidadãos
FIC 2018 receberá competição de empresas e startups para criarem soluções voltadas aos cidadãos
9 de outubro de 2018
Bolsonaro terá mais palanques do que Haddad nos Estados neste segundo turno
Bolsonaro terá mais palanques do que Haddad nos Estados neste segundo turno
9 de outubro de 2018
Após críticas, Bolsonaro e Haddad descartaram fazer uma nova Constituição para o País
Após críticas, Bolsonaro e Haddad descartaram fazer uma nova Constituição para o País
9 de outubro de 2018
Glauber Duarte e Marina Machado apresentam Part_Ilha: Voz, Violão e Poesia nesta quarta-feira no projeto London Autoral
Glauber Duarte e Marina Machado apresentam Part_Ilha: Voz, Violão e Poesia nesta quarta-feira no projeto London Autoral
9 de outubro de 2018
Quase metade da Câmara dos Deputados será formada por milionários
Quase metade da Câmara dos Deputados será formada por milionários
9 de outubro de 2018
Direitos Reservados – O Sul – Rede Pampa de Comunicação | RS – Brasil.

ECONOMIA: CRESCIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA CAI ATUALMENTE

A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto

As maiores quedas foram registradas no Amazonas (-5,3%), no Pará (-1,1%), no Espírito Santo (-0,9%) e em São Paulo (-0,9%). (Foto: EBC)
9 de outubro de 2018 Brasil, Capa – Caderno 1, Economia, Notícias
A produção da indústria brasileira caiu em agosto em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na comparação com julho, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (09).
As maiores quedas foram registradas no Amazonas (-5,3%), Pará (-1,1%), Espírito Santo (-0,9%), São Paulo (-0,9%), Santa Catarina (-0,7%) e Rio de Janeiro (-0,3%). Já as maiores altas foram observadas no Mato Grosso (3,0%), Bahia (2,7%) e Pernambuco (2,6%).
Na média do País, a produção industrial brasileira caiu 0,3% em agosto frente ao mês anterior, conforme divulgado pelo IBGE. No acumulado no ano, a indústria tem alta de 2,5%. Em 12 meses, houve perda de ritmo, passando de um avanço de 3,3% até julho para 3,1% até agosto.
No acumulado dos oito primeiros meses do ano, frente a igual período de 2017, houve altas em 11 dos 15 locais pesquisados, com destaque para o avanço de dois dígitos no Amazonas (10,9%), Pará (9,2%), Pernambuco (5,6%), Santa Catarina (4,6%), Rio de Janeiro (4,5%), São Paulo (3,7%) e Rio Grande do Sul (3,7%).
Nesses locais, segundo o IBGE, o maior dinamismo foi puxado pela expansão na fabricação de bens de capital (em especial aqueles voltados para o setor de transportes, para construção e de uso misto); de bens intermediários (minérios de ferro, celulose, óleo diesel, naftas para petroquímica, querosenes de aviação, siderurgia, derivados da extração da soja, preparações em xarope para elaboração de bebidas para fins industriais, pneus, peças e acessórios para indústria automobilística, autopeças, embalagens e produtos de borracha e de material plástico); de bens de consumo duráveis (automóveis e eletrodomésticos da “linha marrom”); e de bens de consumo semi e não-duráveis (cervejas, chope, carnes de bovinos congeladas, frescas ou refrigeradas, álcool etílico, medicamentos e produtos de perfumaria, sabões, limpeza e de higiene pessoal).
As maiores quedas no acumulado no ano foram observadas em Goiás (-3,6%) e no Espírito Santo (-3,4%), pressionadas, principalmente, pelo comportamento negativo vindo das atividades de produtos alimentícios (açúcar cristal, no primeiro local; e de produtos de minerais não-metálicos (granito talhado ou serrado – inclusive chapas – e cimentos) e celulose, papel e produtos de papel (celulose), no segundo.
Recuperação lenta
Com o desemprego elevado e a confiança dos empresários ainda baixa diante das incertezas em relação às eleições, o Brasil vem mostrando dificuldades em engrenar um ritmo forte de crescimento, com as empresas relutando em investir. No segundo trimestre, a indústria registrou contração de 0,6%, contribuindo para que o PIB (Produto Interno Bruto) do País registrasse crescimento de apenas 0,2% sobre os três meses anteriores.
Após divulgação de alta de apenas 0,2% no PIB no segundo trimestre, analistas do mercado passaram a projetar um crescimento mais próximo a 1% em 2018. Segundo a última pesquisa Focus do Banco Central, a expectativa do mercado é de que a economia cresça 1,34% em 2018, menos da metade do que era esperado do começo do ano.
Compartilhe:Share via FacebookShare via TwitterShare via WhatsAppShare via Email
Deixe seu comentário:
0 comentários
Classificar por
Mais antigos
janaina
Adicione um comentário…

Plugin de comentários do Facebook

Navegação de Post
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
Cento e oitenta quilos de maconha foram encontrados em um carro roubado que tentou fugir de uma barreira policial e colidiu contra um caminhão em uma rodovia federal gaúcha
BUSCA

ck oaparams=2__bannerid=980__z…
O Brasil tem quase 8 milhões de pobres, segundo as Nações Unidas
O Brasil tem quase 8 milhões de pobres, segundo as Nações Unidas
8 de outubro de 2018
O Brasil tem 7,913 milhões de pessoas que vivem em situação de pobreza, segundo dados do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). A população brasileira nessa situ…
A maioria dos ex-ministros do governo de Michel Temer concorrendo nas eleições saiu derrotada nas urnas
8 de outubro de 2018
O percentual de mulheres eleitas para a Câmara dos Deputados cresceu de 10% para 15%: o Brasil elegeu 75 deputadas federais
8 de outubro de 2018
Cento e oitenta quilos de maconha foram encontrados em um carro roubado que tentou fugir de uma barreira policial e colidiu contra um caminhão em uma rodovia federal gaúcha
Cento e oitenta quilos de maconha foram encontrados em um carro roubado que tentou fugir de uma barreira policial e colidiu contra um caminhão em uma rodovia federal gaúcha
9 de outubro de 2018
A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto
A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto
9 de outubro de 2018
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
9 de outubro de 2018
O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
9 de outubro de 2018
O ditador Kim Jong-un vai convidar o papa para visitar a Coreia do Norte
O ditador Kim Jong-un vai convidar o papa para visitar a Coreia do Norte
9 de outubro de 2018
A Mega-Sena pode pagar 23 milhões de reais nesta quarta-feira
A Mega-Sena pode pagar 23 milhões de reais nesta quarta-feira
9 de outubro de 2018
Livro de artista plástica porto-alegrense provoca um olhar sobre as relações de vizinhança através das janelas da cidade
Livro de artista plástica porto-alegrense provoca um olhar sobre as relações de vizinhança através das janelas da cidade
9 de outubro de 2018
FIC 2018 receberá competição de empresas e startups para criarem soluções voltadas aos cidadãos
FIC 2018 receberá competição de empresas e startups para criarem soluções voltadas aos cidadãos
9 de outubro de 2018
Bolsonaro terá mais palanques do que Haddad nos Estados neste segundo turno
Bolsonaro terá mais palanques do que Haddad nos Estados neste segundo turno
9 de outubro de 2018
Após críticas, Bolsonaro e Haddad descartaram fazer uma nova Constituição para o País
Após críticas, Bolsonaro e Haddad descartaram fazer uma nova Constituição para o País
9 de outubro de 2018
Glauber Duarte e Marina Machado apresentam Part_Ilha: Voz, Violão e Poesia nesta quarta-feira no projeto London Autoral
Glauber Duarte e Marina Machado apresentam Part_Ilha: Voz, Violão e Poesia nesta quarta-feira no projeto London Autoral
9 de outubro de 2018
Quase metade da Câmara dos Deputados será formada por milionários
Quase metade da Câmara dos Deputados será formada por milionários
9 de outubro de 2018
Direitos Reservados – O Sul – Rede Pampa de Comunicação | RS – Brasil.

ECONOMIA: INFLAÇÃO OSCILANTE NO RS

A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
O IPC-S teve queda apenas no Rio de Janeiro, onde passou de 0,37% para 0,31%, segundo a FGV. (Foto: Freepik)
9 de outubro de 2018 Brasil, Capa – Destaques, Economia
O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor – Semanal) aumentou em seis das sete capitas brasileiras pesquisadas, entre elas Porto Alegre, na primeira semana deste mês, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (09) pela FGV (Fundação Getulio Vargas).
Na Capital gaúcha, a inflação para o consumidor registrou variação de 0,52%. O resultado foi 0,07 ponto percentual superior ao verificado na quarta semana de setembro. Nesta edição, seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram aceleração em suas taxas de variação na cidade, entre as quais se destacam os grupos Alimentação e Transportes, cujas taxas passaram de -0,09% para 0,16% e de 0,73% para 0,95%, respectivamente.
O IPC-S também subiu em Salvador (0,15% para 0,52%), Brasília (0,86% para 0,95%), São Paulo (0,62% para 0,68%), Belo Horizonte (0,20% para 0,27%) e Recife (0,26% para 0,37%). A única exceção foi o Rio de Janeiro, onde o índice caiu de 0,37% para 0,31%.
Inflação oficial
Os analistas das instituições financeiras elevaram a estimativa de inflação para este ano e também passaram a prever um crescimento menor do PIB (Produto Interno Bruto). As expectativas constam no Boletim Focus, divulgado na segunda-feira (08) pelo BC (Banco Central).
Para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial do País, o mercado financeiro elevou a estimativa de 4,30% para 4,40% para este ano. Essa foi a quarta alta seguida do indicador. O aumento aconteceu após a divulgação do IPCA de setembro, que somou 0,48% e foi o maior para esse mês desde 2015. A alta da inflação no mês passado foi puxada pelos preços de transportes e combustíveis.
Mesmo assim, a expectativa do mercado segue abaixo da meta de inflação, que é de 4,5% neste ano, e dentro do intervalo de tolerância previsto pelo sistema. A meta terá sido cumprida se o IPCA ficar entre 3% e 6% em 2018. A meta de inflação é fixada pelo CMN (Conselho Monetário Nacional). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a Selic (taxa básica de juros da economia).
Para 2019, os economistas das instituições financeiras mantiveram a sua expectativa de inflação em 4,20%. A meta central do próximo ano é de 4,25%, e o intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,75% a 5,75%.
Produto Interno Bruto
Para o crescimento do PIB deste ano, a previsão do mercado financeiro recuou de 1,35% para 1,34%. O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no País e serve para medir a evolução da economia.
Para o ano que vem, a expectativa do mercado para a expansão da economia continuou em 2,50%. Os economistas dos bancos também não alteraram a previsão de expansão da economia para 2020 e 2021, que continuou em 2,5% para esses anos.
Compartilhe:Share via FacebookShare via TwitterShare via WhatsAppShare via Email
Deixe seu comentário:
0 comentários
Classificar por
Mais antigos
janaina
Adicione um comentário…

Plugin de comentários do Facebook

Navegação de Post
O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto
BUSCA

ck oaparams=2__bannerid=1065__…
O Brasil tem quase 8 milhões de pobres, segundo as Nações Unidas
O Brasil tem quase 8 milhões de pobres, segundo as Nações Unidas
8 de outubro de 2018
O Brasil tem 7,913 milhões de pessoas que vivem em situação de pobreza, segundo dados do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). A população brasileira nessa situ…
A maioria dos ex-ministros do governo de Michel Temer concorrendo nas eleições saiu derrotada nas urnas
8 de outubro de 2018
O percentual de mulheres eleitas para a Câmara dos Deputados cresceu de 10% para 15%: o Brasil elegeu 75 deputadas federais
8 de outubro de 2018
Cento e oitenta quilos de maconha foram encontrados em um carro roubado que tentou fugir de uma barreira policial e colidiu contra um caminhão em uma rodovia federal gaúcha
Cento e oitenta quilos de maconha foram encontrados em um carro roubado que tentou fugir de uma barreira policial e colidiu contra um caminhão em uma rodovia federal gaúcha
9 de outubro de 2018
A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto
A produção da indústria brasileira caiu em seis dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em agosto
9 de outubro de 2018
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
A inflação para o consumidor aumentou em Porto Alegre e em mais cinco capitais pesquisadas na primeira semana de outubro
9 de outubro de 2018
O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
O Rio Grande do Sul é o segundo Estado brasileiro com maior comportamento suicida entre os adolescentes
9 de outubro de 2018
O ditador Kim Jong-un vai convidar o papa para visitar a Coreia do Norte
O ditador Kim Jong-un vai convidar o papa para visitar a Coreia do Norte
9 de outubro de 2018
A Mega-Sena pode pagar 23 milhões de reais nesta quarta-feira
A Mega-Sena pode pagar 23 milhões de reais nesta quarta-feira
9 de outubro de 2018
Livro de artista plástica porto-alegrense provoca um olhar sobre as relações de vizinhança através das janelas da cidade
Livro de artista plástica porto-alegrense provoca um olhar sobre as relações de vizinhança através das janelas da cidade
9 de outubro de 2018
FIC 2018 receberá competição de empresas e startups para criarem soluções voltadas aos cidadãos
FIC 2018 receberá competição de empresas e startups para criarem soluções voltadas aos cidadãos
9 de outubro de 2018
Bolsonaro terá mais palanques do que Haddad nos Estados neste segundo turno
Bolsonaro terá mais palanques do que Haddad nos Estados neste segundo turno
9 de outubro de 2018
Após críticas, Bolsonaro e Haddad descartaram fazer uma nova Constituição para o País
Após críticas, Bolsonaro e Haddad descartaram fazer uma nova Constituição para o País
9 de outubro de 2018
Glauber Duarte e Marina Machado apresentam Part_Ilha: Voz, Violão e Poesia nesta quarta-feira no projeto London Autoral
Glauber Duarte e Marina Machado apresentam Part_Ilha: Voz, Violão e Poesia nesta quarta-feira no projeto London Autoral
9 de outubro de 2018
Quase metade da Câmara dos Deputados será formada por milionários
Quase metade da Câmara dos Deputados será formada por milionários
9 de outubro de 2018
Direitos Reservados – O Sul – Rede Pampa de Comunicação | RS – Brasil.

MULHERADA NA POLÍTICA

O número de mulheres eleitas para o Senado se manteve nas eleições deste ano sem alteração, mas a presença feminina aumentou na Câmara e nas Assembleias
de forma geral – Jornal O Sul
banner
JORNAL O SUL

A fonte notícias, esporte e entretenimento dos gaúchos.

Região de Navegação






fim de Região de Navegação
Frame Advertisement
delivery/ck
fim do frame Advertisement
fim de banner
Região Principal
artigo
O número de mulheres eleitas para o Senado se manteve nas eleições deste ano sem alteração, mas a presença feminina aumentou na Câmara e nas Assembleias
de forma geral
Em 2010, última eleição na qual 2/3 do Senado foram renovados, sete mulheres foram eleitas senadoras. (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
8 de outubro de 2018

Brasil,
Capa – Destaques,
Notícias,
Política

O número de mulheres eleitas para o Senado se manteve nas eleições deste ano sem alteração, mas a presença feminina aumentou na Câmara e nas Assembleias
de forma geral, apontaram dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Em 2010, última eleição na qual 2/3 do Senado foram renovados, sete mulheres foram eleitas senadoras. Neste ano, o número se repetiu. As sete senadoras
representam 13% dos eleitos neste ano. Apesar disso, nenhuma mulher foi eleita para o Senado em 20 Estados – em três deles, Acre Bahia e Tocantins, não
houve candidatas.

Já na Câmara, houve um aumento de 51% no número de mulheres eleitas em relação a 2014. O número passou de 51 para 77 deputadas neste ano. Isso quer dizer
que a nova Câmara vai ter 15% de mulheres na sua composição.

Apesar do aumento no número de deputadas federais, três estados não elegeram nenhuma mulher para o cargo: Amazonas, Maranhão e Sergipe. Considerando os
deputados estaduais, as mulheres são 15% dos eleitos. Foram 161 deputadas, um aumento de 35% em relação a 2014. Alguns casos chamam atenção, como o do
Mato Grosso do Sul. Dos 24 deputados estaduais eleitos, nenhum é mulher.

Desproporção

Mesmo com a melhoria na representatividade feminina de forma geral no legislativo, a proporção de mulheres segue abaixo do encontrado na população brasileira.
No País, a cada 10 pessoas, 5 são do sexo feminino.

Desde 1997, a lei eleitoral brasileira exige que os partidos e as coligações respeitem a cota mínima de 30% de mulheres na lista de candidatos para a Câmara
dos Deputados, a Câmara Legislativa, as Assembleias Legislativas e as Câmaras municipais. Mesmo assim, um levantamento apontou que diversos partidos e
coligações precisaram ser notificados para cumprir a cota.

Além da cota de números de candidatos, nas eleições de 2018 as mulheres também tiveram uma cota financeira. Em maio deste ano, o TSE decidiu que os partidos
devem repassar 30% dos recursos do FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha) para as candidaturas femininas.

Sem representante

Nenhuma mulher foi eleita governadora no primeiro turno das eleições de 2018. Apenas uma candidata foi para o segundo turno e tem chance de ser eleita:
Fátima Bezerra, do PT, no Rio Grande do Norte.

No total, 30 mulheres se candidataram para o cargo de governador nas eleições deste ano. Entre as 27 unidades da federação, 8 não tiveram nenhuma candidata:
Alagoas, Amapá, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Sul e Rondônia. Os Estados com mais mulheres candidatas foram Pernambuco e
Piauí, com 3 cada um.

Caso Fátima Bezerra não se eleja no segundo turno, será a primeira vez desde as eleições de 1990 que o país não terá nenhuma mulher como governadora. Em
2014, Suely Campos (PP) foi a única governadora eleita no país, em Roraima. Entre 1993 e 2010, o Brasil teve pelo menos uma mulher eleita em algum Estado.
O ano com mais eleitas foi 2006, com Yeda Crusius (PSDB) no Rio Grande do Sul, Ana Júlia (PT) no Pará e Wilma de Faria (PSB) no Rio Grande do Norte.

Compartilhe:
Lista de 4 itens
Share via Facebook
Share via Twitter
Share via WhatsApp
Share via Email
fim da lista

Deixe seu comentário:
Frame Facebook Social Plugin
0 comentários
Classificar por
Mais antigos
p48x48/43342630_2116111905085913_8916141816307253248_n
Adicione um comentário…
Adicionar um comentário
Plugin de comentários do Facebook
fim do frame Facebook Social Plugin
fim de artigo
Região de Navegação
Navegação de Post
Donos das maiores bancadas na Câmara, o PSL ganhou 52 deputados e o PT perdeu 13
Com uma campanha de poucas aparições públicas e 808 reais em gastos declarados à Justiça Eleitoral, Cabo Daciolo ficou à frente de Henrique Meirelles,
que investiu 53 milhões de reais na corrida presidencial
fim de Região de Navegação
fim de Região Principal
Informações Complementares
BUSCA
Pesquisa personalizada

Não rotulado 0
delivery/ck

João Doria e Márcio França disputarão o segundo turno em São Paulo

João Doria e Márcio França disputarão o segundo turno em São Paulo
7 de outubro de 2018
João Doria (PSDB) liderou com 31,7% dos votos válidos a eleição para governador de São Paulo. Em segundo lugar, ficou Márcio França (PSB), com 21,48%,
seguido por Paulo Skaf (MDB),…

Romeu Zema, do Novo, e Antonio Anastasia, do PSDB, disputam o segundo turno em Minas Gerais
7 de outubro de 2018

Wilson Witzel e Eduardo Paes disputarão o segundo turno para o governo do Rio de Janeiro
7 de outubro de 2018

Marchezan viaja em missão para China, e Paim assume a prefeitura de Porto Alegre

Marchezan viaja em missão para China, e Paim assume a prefeitura de Porto Alegre
8 de outubro de 2018
Com uma campanha de poucas aparições públicas e 808 reais em gastos declarados à Justiça Eleitoral, Cabo Daciolo ficou à frente de Henrique Meirelles,
que investiu 53 milhões de reais na corrida presidencial

Com uma campanha de poucas aparições públicas e 808 reais em gastos declarados à Justiça Eleitoral, Cabo Daciolo ficou à frente de Henrique Meirelles,
que investiu 53 milhões de reais na corrida presidencial
8 de outubro de 2018
O número de mulheres eleitas para o Senado se manteve nas eleições deste ano sem alteração, mas a presença feminina aumentou na Câmara e nas Assembleias
de forma geral

O número de mulheres eleitas para o Senado se manteve nas eleições deste ano sem alteração, mas a presença feminina aumentou na Câmara e nas Assembleias
de forma geral
8 de outubro de 2018
Donos das maiores bancadas na Câmara, o PSL ganhou 52 deputados e o PT perdeu 13

Donos das maiores bancadas na Câmara, o PSL ganhou 52 deputados e o PT perdeu 13
8 de outubro de 2018
Bolsonaro e Haddad iniciam a campanha do segundo turno da eleição presidencial do Brasil

Bolsonaro e Haddad iniciam a campanha do segundo turno da eleição presidencial do Brasil
8 de outubro de 2018
Os analistas das instituições financeiras elevaram a estimativa de inflação para este ano e também passaram a prever um crescimento menor da economia brasileira

Os analistas das instituições financeiras elevaram a estimativa de inflação para este ano e também passaram a prever um crescimento menor da economia brasileira
8 de outubro de 2018
A inflação para o consumidor avançou na primeira semana de outubro

A inflação para o consumidor avançou na primeira semana de outubro
8 de outubro de 2018
O desgaste com delações e menções na Operação Lava-Jato não impediu que pelo menos seis réus, 24 investigados e seis denunciados fossem eleitos

O desgaste com delações e menções na Operação Lava-Jato não impediu que pelo menos seis réus, 24 investigados e seis denunciados fossem eleitos
8 de outubro de 2018
Eduardo Leite e José Ivo Sartori disputarão o segundo turno no Rio Grande do Sul

Eduardo Leite e José Ivo Sartori disputarão o segundo turno no Rio Grande do Sul
8 de outubro de 2018
A vantagem de Bolsonaro no primeiro turno da eleição presidencial contra o segundo colocado, o petista Fernando Haddad, foi destaque na imprensa internacional

A vantagem de Bolsonaro no primeiro turno da eleição presidencial contra o segundo colocado, o petista Fernando Haddad, foi destaque na imprensa internacional
8 de outubro de 2018
A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, disse que o primeiro turno das eleições de 2018 transcorreu “dentro da normalidade”

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, disse que o primeiro turno das eleições de 2018 transcorreu “dentro da normalidade”
8 de outubro de 2018
Estrelas da política não conseguiram se reeleger e ficaram sem mandato

Estrelas da política não conseguiram se reeleger e ficaram sem mandato
8 de outubro de 2018
fim de Informações Complementares
Informações de conteúdo
Direitos Reservados – O Sul –
Rede Pampa de Comunicação
| RS – Brasil.
Região de Navegaçãovazio
fim de Informações de conteúdo

ELEIÇÕES 2018

Bolsonaro e Haddad iniciam a campanha do segundo turno da eleição presidencial do Brasil – Jornal O Sul
banner
JORNAL O SUL

A fonte notícias, esporte e entretenimento dos gaúchos.

Região de Navegação






fim de Região de Navegação
Frame Advertisement
delivery/ck
fim do frame Advertisement
fim de banner
Região Principal
artigo
Bolsonaro e Haddad iniciam a campanha do segundo turno da eleição presidencial do Brasil
Bolsonaro (E) e Haddad querem formar alianças partidárias. (Foto: Reprodução)
8 de outubro de 2018

Brasil,
Capa – Destaques,
Notícias,
Política

O candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro e o esquerdista Fernando Haddad buscarão a partir desta segunda-feira (08) formar alianças e superar as resistências
que cada um encontra em amplos setores sociais para vencer o segundo turno, em 28 de outubro, da eleição presidencial do Brasil.

Em uma rotina insólita, Haddad, do PT (Partido dos Trabalhadores), visitará, como em todas as segundas-feiras, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
na sede da PF (Polícia Federal) em Curitiba, onde o ex-presidente cumpre uma pena de 12 anos de prisão por corrupção.

Após o anúncio de que disputaria o segundo turno, o candidato que fez toda campanha com base no slogan “Haddad é Lula”, agradeceu a “liderança” de seu
mentor. Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL), acreditava na vitória no primeiro turno, mas recebeu 46,04% dos votos no domingo, enquanto Haddad alcançou
29,26%.

O ex-capitão do Exército, de 63 amos, denunciou “problemas” nas urnas eletrônicas que teriam impedido seu triunfo na eleição de 7 de outubro. Também denunciou
os recursos financeiros e o apoio de “parte da mídia” que o PT receberia, ao mesmo tempo que prometeu trabalhar para “unir os brasileiros”.

A preocupação de Bolsonaro pode parecer desnecessária, por matematicamente não dever ser difícil obter os votos que faltaram para alcançar a maioria absoluta,
sobretudo depois de ter recebido o apoio dos poderosos setores do agronegócio e das igrejas evangélicas. Mas as pesquisas de sábado apontavam um virtual
empate técnico em caso de segundo turno, com tendência favorável a Bolsonaro (45%-43% no Ibope e 45%-41% de acordo com o Datafolha).

Bolsonaro tem o maior índice de rejeição (45% segundo o Datafolha), resultado de uma carreira repleta de declarações misóginas, homofóbicas e racistas,
assim como por sua justificativa da tortura durante a ditadura militar (1964-1985).

“Agora o que parece primordial para a campanha de Bolsonaro é evitar qualquer tipo de erro, fazer algo que possa prejudicá-lo, perder votos. Tem que tentar
manter a discrição, não ter nenhuma surpresa negativa”, disse o cientista político Fernando Meireles.

Bolsonaro será impossibilitado de fazer campanha nas ruas, pois ainda se recupera da facada que recebeu em um comício no dia 6 de setembro em Minas Gerais.
Mas isso não o impediu de manter o apoio de seus partidários nas redes sociais.

Haddad

Para Haddad, a distância para a maioria absoluta parece quase impossível de ser alcançada. Sua identificação total com Lula permitiu ganhar rapidamente
os setores que se identificam com o ex-presidente (2003-2010).

Mas pode comprometer sua aproximação de grupos e partidos que consideram o líder da esquerda um sinônimo de corrupção e de políticas estatizantes, que
estes grupos consideram responsáveis por jogar o Brasil em uma recessão de dois anos, da qual o País começou a se recuperar em 2017.

Uma das chaves para reduzir a distância para Bolsonaro seria o apoio de Ciro Gomes, do Partido Democrático Trabalhista (PDT), que foi ministro da Integração
Nacional de Lula e conseguiu 12,5% dos votos.

Gomes disse que discutirá com os líderes do PDT a posição para o segundo turno, mas antecipou um possível apoio: “Farei o que fiz toda minha vida, que
é lutar pela democracia e contra o fascismo”, declarou. Haddad recordou ainda que como ministro da Educação do governo Lula trabalhou ao lado de Marina
Silva e Henrique Meirelles. Os dois receberam pouco mais de 1% dos votos no primeiro turno.

O esforço de aproximação pode ser tardio, pois durante o primeiro turno “Haddad se esqueceu muito do centro, que é fundamental”, afirmou André César, de
uma consultoria de Brasília. “Sem o centro não se ganha uma eleição e não se governo, então [Haddad] precisa deste apoio já. São três semanas, uma campanha
curtíssima, e também tem que pensar na governabilidade, estabelecendo compromissos com estes setores”, completou.

Compartilhe:
Lista de 4 itens
Share via Facebook
Share via Twitter
Share via WhatsApp
Share via Email
fim da lista

Deixe seu comentário:
Frame Facebook Social Plugin
0 comentários
Classificar por
Mais antigos
p48x48/43342630_2116111905085913_8916141816307253248_n
Adicione um comentário…
Adicionar um comentário
Plugin de comentários do Facebook
fim do frame Facebook Social Plugin
fim de artigo
Região de Navegação
Navegação de Post
Os analistas das instituições financeiras elevaram a estimativa de inflação para este ano e também passaram a prever um crescimento menor da economia
brasileira
Donos das maiores bancadas na Câmara, o PSL ganhou 52 deputados e o PT perdeu 13
fim de Região de Navegação
fim de Região Principal
Informações Complementares
BUSCA
Pesquisa personalizada

Não rotulado 0
delivery/ck

João Doria e Márcio França disputarão o segundo turno em São Paulo

João Doria e Márcio França disputarão o segundo turno em São Paulo
7 de outubro de 2018
João Doria (PSDB) liderou com 31,7% dos votos válidos a eleição para governador de São Paulo. Em segundo lugar, ficou Márcio França (PSB), com 21,48%,
seguido por Paulo Skaf (MDB),…

Romeu Zema, do Novo, e Antonio Anastasia, do PSDB, disputam o segundo turno em Minas Gerais
7 de outubro de 2018

Wilson Witzel e Eduardo Paes disputarão o segundo turno para o governo do Rio de Janeiro
7 de outubro de 2018

Com uma campanha de poucas aparições públicas e 808 reais em gastos declarados à Justiça Eleitoral, Cabo Daciolo ficou à frente de Henrique Meirelles,
que investiu 53 milhões de reais na corrida presidencial

Com uma campanha de poucas aparições públicas e 808 reais em gastos declarados à Justiça Eleitoral, Cabo Daciolo ficou à frente de Henrique Meirelles,
que investiu 53 milhões de reais na corrida presidencial
8 de outubro de 2018
O número de mulheres eleitas para o Senado se manteve nas eleições deste ano sem alteração, mas a presença feminina aumentou na Câmara e nas Assembleias
de forma geral

O número de mulheres eleitas para o Senado se manteve nas eleições deste ano sem alteração, mas a presença feminina aumentou na Câmara e nas Assembleias
de forma geral
8 de outubro de 2018
Donos das maiores bancadas na Câmara, o PSL ganhou 52 deputados e o PT perdeu 13

Donos das maiores bancadas na Câmara, o PSL ganhou 52 deputados e o PT perdeu 13
8 de outubro de 2018
Bolsonaro e Haddad iniciam a campanha do segundo turno da eleição presidencial do Brasil

Bolsonaro e Haddad iniciam a campanha do segundo turno da eleição presidencial do Brasil
8 de outubro de 2018
Os analistas das instituições financeiras elevaram a estimativa de inflação para este ano e também passaram a prever um crescimento menor da economia brasileira

Os analistas das instituições financeiras elevaram a estimativa de inflação para este ano e também passaram a prever um crescimento menor da economia brasileira
8 de outubro de 2018
A inflação para o consumidor avançou na primeira semana de outubro

A inflação para o consumidor avançou na primeira semana de outubro
8 de outubro de 2018
O desgaste com delações e menções na Operação Lava-Jato não impediu que pelo menos seis réus, 24 investigados e seis denunciados fossem eleitos

O desgaste com delações e menções na Operação Lava-Jato não impediu que pelo menos seis réus, 24 investigados e seis denunciados fossem eleitos
8 de outubro de 2018
Eduardo Leite e José Ivo Sartori disputarão o segundo turno no Rio Grande do Sul

Eduardo Leite e José Ivo Sartori disputarão o segundo turno no Rio Grande do Sul
8 de outubro de 2018
A vantagem de Bolsonaro no primeiro turno da eleição presidencial contra o segundo colocado, o petista Fernando Haddad, foi destaque na imprensa internacional

A vantagem de Bolsonaro no primeiro turno da eleição presidencial contra o segundo colocado, o petista Fernando Haddad, foi destaque na imprensa internacional
8 de outubro de 2018
A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, disse que o primeiro turno das eleições de 2018 transcorreu “dentro da normalidade”

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, disse que o primeiro turno das eleições de 2018 transcorreu “dentro da normalidade”
8 de outubro de 2018
Estrelas da política não conseguiram se reeleger e ficaram sem mandato

Estrelas da política não conseguiram se reeleger e ficaram sem mandato
8 de outubro de 2018
Luis Carlos Heinze, do PP, e Paulo Paim, do PT, foram eleitos senadores pelo Rio Grande do Sul

Luis Carlos Heinze, do PP, e Paulo Paim, do PT, foram eleitos senadores pelo Rio Grande do Sul
8 de outubro de 2018
fim de Informações Complementares
Informações de conteúdo
Pesquisa personalizada

Não rotulado 0
Direitos Reservados – O Sul –
Rede Pampa de Comunicação
| RS – Brasil.
Região de Navegaçãovazio
fim de Informações de conteúdo

CONTAGEM REGRESSIVA

CONTAGEM REGRESSIVA
Janaina Sá Brito
Nesta Segunda-Feira, 01 de Outubro, começou a contagem regressiva para as eleições 2018, que ocorrerão no próximo Domingo, dia 07 de Outubro. Como de praxe a cada quatro anos, elegeremos os novos Deputados Federais e Estaduais, Senadores, Governadores e o novo Presidente da República. A novidade deste ano é uma mistureba de coligações que embolam a cabeça do eleitor na hora de escolher os candidatos e a desilusão do povo em relação aos acontecimentos catastróficos que geraram a grande crise que assola o nosso país há seis anos.
Outra novidade é a grande influência das redes sociais na escolha dos candidatos e a grande propagação das fake news, tudo isso gera uma grande dúvida na hora de ir para a urna escolher os Governantes do nosso país. Tudo é muito louco, radicalismo, polarização, brigas entre família e amigos nos grupos de whatsapp e as grandes manifestações ocorridas no Brasil inteiro clamando mudanças, a corrupção imperando cada vez mais forte e uma grande incerteza diária em que todos nós vivemos há anos. Mas o que de fato vai acontecer? Será que teremos alguma surpresa desagradável? Um novo golpe midiático? Uma fraude eleitoral? Será que alguma coisa boa vai acontecer? A desesperança é geral e muitos defendem uma grande abstenção igual a ocorrida nas eleições Venezuelanas no início deste ano. Será que isso ocorrerá mesmo? Afinal, as eleições no Brasil são obrigatórias e infelizmente não poderemos fugir disso, mas o eleitor pode arriscar, né? Afinal, ele tem como justificar sua ausência após o pleito no TRE de sua cidade e regularizar a sua situação, mas ainda existem aqueles eleitores conservadores que insistem em exercer seu dever cívico de cidadãos, os mais velhos geralmente é que fazem parte deste grupo, mesmo não precisando mais votar.
É difícil precisar algo, mas confesso que estou curiosíssima como uma comadre que fica na janela espionando a vida dos outros que passam na Rua, só para saber tudo que vai acontecer durante todo o dia de Domingo, adoro e sempre adorei acompanhar a cobertura jornalística impressa e digital, radiofônica e televisiva e desta vez não será diferente. Agora, só nos resta aguardar os acontecimentos e grandes emoções deste pleito atípico. Só desejo que a sensatez e coerência imperem nestas eleições para que o povo não faça nenhuma besteira na hora de escolher os candidatos certos. Que venham as eleições! Como diz o Rei Roberto Carlos, viveremos muitas emoções no próximo Domingo!

RÁDIO: UMA PAIXÃO NACIONAL

RÁDIO: UMA PAIXÃO NACIONAL
Janaina Sá Brito
Neste mês de Setembro, duas datas importantes envolveram e envolvem a comunicação. O dia do Radialista, que foi comemorado no dia 21 e o dia do Rádio, comemorado no dia 24. Tudo isso me entusiasma, pois estou falando da primeira e mais consumida mídia do Brasil, o Rádio. Ele surgiu há 94 anos basicamente com conteúdos musicais e noticiosos e era transmitido somente em AM (Amplitude Modulada ). A partir de 1975, o Rádio duplicou e passou a ser transmitido também em FM ( Frequência Modulada), fazendo assim com que o AM ficasse só com as notícias e o FM só com as músicas. Até meados da década de 40, as emissoras de Rádio só funcionavam em comodato, o embrião das TV’s por assinatura, fazendo com que os clientes pagassem uma mensalidade e tivessem um aparelho em casa para transmitir sua programação. Depois disso, as empresas passaram a pagar as emissoras para anunciar seus produtos, assim, estas tornaram-se públicas e faturavam em cima do mercado publicitário. Os aparelhos de Rádio eram enormes, uns móveis que tomavam conta da parede da casa das pessoas, com o tempo, vieram os aparelhos de Rádio movidos a pilha, fazendo com que estes se tornassem móveis e pudessem ser ouvidos em qualquer lugar. Até as décadas de 50 e 60, a programação musical das Rádios era toda ao vivo, com artistas contratados pelas emissoras, depois, vieram os discos e o som das emissoras passou a ser mecânico, então, só existiam os sonoplastas ou operadores de áudio, que reproduziam as músicas e gravavam os efeitos especiais das vinhetas, que antes eram feitos ao vivo .
Com o tempo, o Rádio foi evoluindo, mas desde a chegada da TV no Brasil em 1950, ouvia-se o boato de que ele morreria, mas nunca foi verdade, pelo contrário! O Rádio veio evoluindo cada vez mais e até hoje ele nos surpreende. Os Rádios de pilha viraram aplicativos de celular e desde a chegada da internet nos anos 90, as emissoras podem ser ouvidas no mundo inteiro através de computadores e dispositivos móveis. Não é maravilhoso? Agora com as redes sociais ficou ainda mais interessante ouvir Rádio, pois a programação também é vista e transmitida ao vivo pelo youtube e pela live do Facebook. Além disso, existe o chamado crossmídia, ou seja, a programação Radiofônica pode ser transmitida pelo Rádio, internet e TV ao mesmo tempo! Não é fantástico?
Outra coisa que o Rádio propiciou nos últimos cinco anos, foi a transmissão de uma mesma emissora de Rádiojornalismo em AM e FM, dando mais qualidade e audiência. O Rádio sempre foi um grande companheiro em diversos momentos, no trabalho, em casa, nos hospitais enquanto o paciente se recupera de uma cirurgia, na estrada, na praia, no hotel e em qualquer lugar, tem coisa melhor que isso? O Radialista ou Comunicador sempre teve um papel importante em uma emissora de Rádio, pois ele sempre demonstrou credibilidade dando as informações e tocando músicas, sua voz aveludada também causou sensações que mexiam com a imaginação das pessoas, principalmente do público feminino, que adorava ouvir os Locutores lendo cartas de amor em programas matutinos de emissoras populares. Antigamente, o Locutor não precisava ter formação Universitária em Jornalismo, pois sua função era a de Locutor, Apresentador, Anunciador e Noticiarista. Com o tempo, a função de Jornalista passou a ser importante na área da Locução e hoje não basta simplesmente ter o certificado e o DRT de Radialista, apesar de o STF ter determinado em 2009 que o Radialista não precisava mais ter o diploma de Jornalismo, não só o Radialista como o Jornalista também. O importante de tudo, é ter credibilidade e saber informar. Hoje, com as plataformas de música digital, as Rádios musicais passaram a se extinguir e o Comunicador passou a perder espaço ou migrar para as emissoras de Rádiojornalismo, pois lá ainda há oportunidades para estes, mas isso também refletiu-se na carreira dos Operadores de áudio, pois estes passaram a fazer playlists de músicas no computador para suprir a programação das poucas Rádios musicais de final de semana. Mesmo com todas essas mudanças, o Rádio ainda continua acompanhando e informando as pessoas, seja no Brasil ou no mundo, uma coisa é certa, essa mídia jamais morrerá, não sabemos o que vai acontecer com a comunicação nos próximos dez anos, mas o que sabemos é que o Rádio continuará existindo! Viva o dia do Rádio!